Buscar
  • letsgotoafricalets

Selecionados para a expedição “Let’s go to Africa 2021” são divulgados.

Na noite desta quinta-feira (8) foram anunciados os selecionados para integrar a equipe de voluntariado da expedição “Let’s go to Africa 2021”. Os 18 jovens aprovados irão para Burkina Faso, na África, para atuar em projetos humanitários da CACEMAR, com crianças e mulheres em situação de extrema pobreza, durante um mês.

Neste ano, a seleção da expedição missionária superou a expectativa para o número de inscritos. Pessoas de todas as regiões do Brasil e também de outros países participaram do processo de seleção.

“As inscrições deste ano nos surpreenderam muito. Tivemos muitas pessoas com potencial inscritas. Isso nos alegrou muito! Ver jovens se colocando a disposição para servir. É lindo ver que o trabalho da ONG tem causado tanto impacto”, afirmou o diretor da CACEMAR, Jefferson da Silva.

Jefferson também relatou que os voluntários que são profissionais em áreas específicas, são resposta de oração da equipe, que pedia a Deus pessoas vocacionadas para atuarem em setores de necessidade no país africano.

“Vamos retornar a Burkina com um grupo muito bom, atendendo a área de saúde e outras também. É a mão de Deus colocando pessoas com grande potencial no projeto”, disse.

Os voluntários aprovados passaram por um processo de seleção com etapas de avaliação e entrevista. Agora, eles darão os próximos passos: irão se preparar durante o restante do ano para a viagem missionária, em dezembro, através de treinamentos da Escola de Missão Let’s go School e encontros de orientação e preparação espiritual.

Sobre o Let’s go to Africa

O projeto “Let’s to go Africa” já está em sua terceira edição e desenvolve diversos projetos humanitários na base da ONG CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio) em Burkina Faso.

Os voluntários da expedição terão a oportunidade de contribuir com a missão, que já atua na África há mais de 20 anos, trabalhando em ações sociais como: Projeto Ballet; Projeto Esporte; Projeto Saúde; Oficinas de culinária; Projeto Alfabetização. Os participantes do voluntariado também atuarão em aldeias de Burkina e na igreja local.

Segundo o diretor do CACEMAR, Jefferson, o projeto de voluntariado visa impulsionar e conectar os chamados missionários de jovens às nações. “Acreditamos que juntos podemos provocar mudanças e transformar realidades. Buscamos jovens e adultos entusiastas, dinâmicos e dispostos a encarar aventuras”.

Burkina Faso é um país de maioria mulçumana e, apesar de ser uma nação democrática e de sua constituição garantir liberdade religiosa, a população islâmica tem se radicalizado e grupos extremistas tem ganhado força no país. Nesse contexto, Burkina Faso está na 32° posição na Lista de países perseguidos do Portas Abertas de 2020, classificando o país na janela 10X40, a região no mundo mais fechada para o evangelho.




8 visualizações0 comentário